Sobre a Cidade

Rio de Janeiro

Foi sede do vice-reino, tornou-se capital da colônia e tornou- se, já no século XIX, a sede do Reino de Portugal e Algarves, com a chegada da Família Real. Em 1822, com a Independência do Brasil e a posse de D. Pedro I como imperador, o Rio tornou-se a primeira e única capital de um império no Hemisfério Sul.

Toda essa movimentação política e econômica legou a quem visita a cidade uma série de paisagens hoje bem conhecidas no Centro. Mesmo antes da chegada do Príncipe Regente, já estavam de pé o aqueduto, hoje conhecido como Arcos da Lapa, a Igreja de Santa Luzia, o Mosteiro de São Bento, o Palácio da Cidade, o Convento de Santo Antônio e o Paço Imperial. Com a chegada da corte e, posteriormente, com a vinda das missões culturais francesas, a cidade assistiu ao surgimento de novos prédios e logradouros que se tornaram visita obrigatória para quem quer seguir a trajetória histórica da cidade: o Jardim Botânico, o Museu Nacional (antiga residência do imperador), a Candelária, os prédios em estilo neoclássico do Centro. Toda a herança neoclássica ditou o estilo das grandes edificações após a Proclamação da República,
que elevou o Rio a capital do Brasil. Nas primeiras décadas do século XX, o Centro se mantinha como ponto de encontro não somente das classes políticas e econômicas, mas também de sua elite social.

Assim, a área foi submetida a grandes transformações, como as que abriram vias, como a Avenida Rio Branco, com o arrasamento de parte do antigo Morro do Castelo, e da Avenida Presidente Vargas, com a derrubada do casario que se proliferou com o desenvolvimento da zona portuária e dos ramais da estrada de ferro. Em seus rastros, testemunhos sólidos de uma época tornaram-se grandes referências culturais, do Centro Cultural Banco do Brasil ao Museu Nacional de Belas Artes, da Casa França Brasil ao Teatro Municipal.

As grandes obras marcaram também a era dos governos do pós-guerra. O modernismo deu o tom a monumentos como a Catedral Metropolitana, no local do antigo Morro de Santo Antônio, e o Museu de Arte Moderna, sobre o Aterro do Flamengo, já nos anos 50. Mas o início do século marcou também o desbravamento de outras áreas da cidade, que viriam a marcá-la como destino turístico: o surgimento de Copacabana e Ipanema, antes isoladas pelos morros que ponteiam a cidade, e o erguimento de dois ícones, o bondinho do Pão de Açúcar e a Estátua do Cristo Redentor, que contribuiriam com o mais emocional dos títulos que um destino poderia receber do mundo: A Cidade Maravilhosa.

agência oficial

Conheça a agência do XXV Congresso Brasileiro de Oncologia Clínica

Lembramos que toda a equipe de eventos da Blumar Congressos e Eventos esta à disposição para dirimir quaisquer solicitações ou informações que possam ter através do telefone 21 2142 9315 ou no email eventos@blumar.com.br. Obrigado e bom congresso!

Com mais de 30 anos de experiência no mercado corporativo de eventos, a Blumar oferece ainda para a sua comodidade, os serviços de transfers, tours locais e tours pré e pós congresso.

Saiba mAIS

Pontos Turísticos

TEATRO MUNICIPAL

Projeto e construção de A. Guilbert e Francisco de Oliveira Passos. Sua inauguração deu-se em 14 de julho de 1909.

ARCOS DA LAPA

Projeto e construção de A. Guilbert e Francisco de Oliveira Passos. Sua inauguração deu-se em 14 de julho de 1909.

CORCOVADO – CRISTO REDENTOR

O Morro do Corcovado, tendo em seu topo a imagem do Cristo Redentor, é um dos principais símbolos da cidade.

FLORESTA DA TIJUCA

Situado em meio à área densamente populosa da cidade do Rio de Janeiro, o Parque Nacional da Tijuca é a maior floresta urbana do mundo.

JARDIM BOTÂNICO

O Jardim Botânico possui uma imensa área verde de 1,4 milhão de metros quadrados onde são cultivadas cerca de cinco mil espécies de plantas e árvores tropicais.

MARACANÃ

O Maracanã já foi cenário dos mais importantes clássicos do futebol brasileiro e recebeu momentos históricos do futebol internacional.

PÃO DE AÇÚCAR

Um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro pode ser visto logo à entrada da Baía de Guanabara.

A HISTÓRIA DA CIDADE

Sinuosa, insinuante, bela e intrigante, a paisagem do Rio de Janeiro já encantava os visitantes de suas costas há 5 séculos.

Informações Úteis

AEROPORTOS

HORÁRIO COMERCIAL

Clima

Vestuário

Comunicações

Corrente elétrica

Policiamento

Hotéis

Táxis

Gorjetas

Cultura

Feriados

Realização

Juntos na Organização do Futuro!

Organizadores e parceiros

Organização e Gerenciamento:

Agência
de turismo

Torne-se um expositor